5 DICAS PARA DECORAR COM O CINZA COMO TOM NEUTRO

Já faz algum tempo que o mundo da decoração foi virado de ponta cabeça pelo cinza – ele é praticamente o novo branco, elegante e neutro o suficiente para harmonizar com inúmeras outras cores sem roubar a cena.
 
Denílson Machado/MCA Estúdio
 
O apartamento da foto, assinado pela arquiteta Bianca da Hora, é caprichado nos tons de cinza aliados à marcenaria em freijó. Deu vontade de ter um décor como este? Confira nossas dicas e acerte na hora de trazer a tendência pra casa!
 
1. Use tintas sem brilho
 
Para investir no cinza, procure por tintas com acabamentos de menos brilho. Do contrário, a cor das paredes terá um efeito semelhante ao metalizado, longe da neutralidade buscada.
 
 2. Considere a temperatura da cor
 
O título do best-seller “Cinquenta tons de cinza” contém uma máxima que vale muito para a decoração! Na hora de pintar a casa, você precisa pensar bem sobre cada nuance de cinza e que sensação elas passam ao olhar – alguns são tons quentes e aconchegantes, outros incrivelmente frios.
 
Cada um desses harmonizará melhor com cores diferentes, principalmente quando o assunto é teto e rodapé. O costume é usar branco nestes elementos, e o cinza escolhido para as paredes ditará também esse tom. A dica de Young Huh, fundador da empresa de design nova iorquina Young Huh Interiors, é sempre combinar cores da mesma temperatura. Frias com frias, quentes com quentes!
 
Reprodução | Geofrey Sokol
Cada um destes cinzas possui um tom secundário diferente que influencia em sua temperatura. Os dois primeiros são cinzas frios, um claro e um escuro. Os outros dois, cinzas quentes.
 
3. Saiba escolher o tom secundário
 
A maior influência na temperatura da cor é seu subtom. Todo cinza possui um tom secundário, como azul, verde, ou rosa, que o torna mais quente ou mais frio. A recomendação da designer Becki Owens é fugir dos cinzas com subtons rosas ou roxos! Eles se distanciam muito da neutralidade procurada, não caindo bem na casa de quem procura criar uma paleta de cores mais clássica.
 
Se rosa não pode, qual subtom escolher? Para Becki, a melhor opção é o azul, comum em cinzas frios, seguido de outros tons quentes, como os com toques amarelos.
 
4. Pense na luz do ambiente
 
Uma casa estilosa precisa ser caprichada na iluminação, tanto natural, quanto artificial. Mas cada local tem características diferentes que devem ser levadas em conta na hora de escolher a cor das paredes! De acordo com Young Huh, um ambiente ensolarado fica mais bonito com um cinza forte e quente, enquanto um outro espaço que não recebe sol vai bem com cinzas mais sutis. Lembre-se sempre de aproveitar o poder das luminárias em várias alturas, criando camadas que neutralizarão as sombras do ambiente.
 
Reprodução | Architectural Digest | Roger Davies
Este outro ambiente investe em um cinza quente com várias cores complementares ricas. O tapete esverdeado emoldura o ambiente, finalizado pelo sofá roxo.
 
5. Complete o tom com cores ricas
 
Um dos motivos pelos quais o cinza tem ganhado tanta atenção é sua facilidade em ser combinado com nuances mais ricas. O designer Corey Damen Jenkins diz que ele é o neutro ideal para aliar a tons de joias, como esmeralda e rubi, e outras cores vibrantes. Junto da madeira e sua textura única, o cinza cria ambientes ainda mais modernos e aconchegantes!
 
Matéria original: Casa Claudia (http://casa.abril.com.br/materia/5-dicas-para-decorar-com-o-cinza-como-tom-neutro)

SOBRE A EMPRESA:

A equipe de projetistas da D’Styll Interiores tem a solução ideal para você, aliando a qualidade e exclusividade dos móveis sob medida com preços justos e acessíveis…

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a Sexta: 9:00 às 19:00 h;
Sábado: 9:00 às 13:00 h.

NOSSO ENDEREÇO:

Av. Silva Jardim, 2251 - Água Verde, Curitiba - PR, 80240-020

D’STYLL · 2019 © Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: MarketNet